A Hora “H”

Quer fazer arrepiar qualquer barriga é só falar no parto.
Seja por ansiedade, medo, expectativa, curiosidade.
As semanas passam se arrastando, mas o dia vai chegar.
Normal ou Cesárea? O que for melhor pra você e pro bebê.
E se for de madrugada? E se não der tempo de chegar?
Tudo se ajeita, acredite.
E lógico, com quem que ele(a) vai parecer? E os olhos?

É bom demais, a imaginação vai longe, mas eu repito, o dia vai chegar.
As malas já estão prontas, o berço ali esperando pelo bebê, roupas lavadas, e o registro do grande dia?

Muitas pessoas acham bobagem e outras nem param pra pensar em fotos do parto.
Eu mesma no nascimento do meu primeiro filho não pensei, há 5 anos atrás.

As fotos foram feitas pela anestesista e pelo maridão.
Cada um com o ponto de vista, mas o resultado das fotos me fez parar pra pensar nisso.
A qualidade da foto é inquestionável, a emoção, o envolvimento.
Pai é pai e médico é médico.
O papel do pai ali é de segurar a mão da esposa. Acalmá-la. E principalmente participar, porque que ele também esperou por 9 meses.
E o médico…é médico e ponto né?

Mas na 2a gravidez, foi tudo diferente, me programei, com fotos profissionais e foi maravilhoso !

O registro do nascimento é uma das coisas mais fantásticas.
Você poder olhar com calma depois aquelas horas que você, querida grávida, nem conseguiu aproveitar como deveria.
É como passar um filme de um dos momentos mais importantes da sua vida.
Foto é um registro que é capaz de te colocar naquele mesmo lugar, mesmo que 20 anos depois.
Conseguir sentir através dela o cheiro, a mesma emoção, exatamente como foi aquele dia.

Quase todas as maternidade aqui no Rio permitem a presença do fotógrafo sem que o pai saia prejudicado.
Algumas delas, se não a maioria, cobra uma taxa para que o profissional entre no centro cirúrgico.
Todas as maternidades tem uma equipe de fotografia e filmagem, e é quase que imposto que seja feito por eles mesmos.
Mas nós temos o direito de escolher quem quisermos para estar  ali na Hora “H” e não um estranho.
Seja uma prima, a avó ou um profissional mesmo, que acompanhou nossa gravidez, com quem tivemos mais contato ao longo dos 9 meses e participou de fato.

A fotografia do parto entra naquela mesma programação do post passado.
Não tem como pensar isso na 39a semana, por exemplo.
Até pq em caso de Cesárea, o fotógrafo precisa saber da data prevista, claro, ter uma média, porque sabemos que isso pode mudar.
E em caso de parto normal a mesma coisa.
Eu peço que minhas amadas barrigudas me avisem quando entram na 37a semana, a partir dali é celular ligado de madrugada, baterias carregadas, cartão de memória vazio, só esperando o grande dia.

Por mais que eu tente expressar aqui a emoção que é fazer parte de um acontecimento desse, não vou conseguir.
Os olhos enchem d´água, dá frio na barriga e estar ali e ver em 1a mão o rostinho de quem EU TAMBÉM ESPEREI, seja por 9 meses ou 1, é de tremer !

Amanda
Prévia

Nascimento Valentim-6
Nascimento Valentim-39
Nascimento Valentim-51
Nascimento Valentim-63 Nascimento Valentim-66 Nascimento Valentim-71